Amargosa: Prefeito adia retorno das aulas presenciais na rede municipal por alta de casos do vírus

Amargosa: Prefeito adia retorno das aulas presenciais na rede municipal por alta de casos do vírus

O retorno presencial dos estudantes da rede municipal de ensino às salas de aula em Amargosa, no Vale do Jiquiriçá, previsto para pó próximo dia (9) de fevereiro, foi prorrogado para (9) de março pelo prefeito da cidade, Júlio Pinheiro. Até lá, as aulas ocorreram de forma remota.

Segundo o mandatário, o principal motivo seria a alta de casos da Covid-19. Amargosa, acompanhada de Jaguaquara, lidera o número de ativos no território do Vale do Jiquiriçá. Conforme o boletim epidemiológico divulgado na noite desta terça-feira (1º), o município contabiliza 614 casos ativos do Coronavírus com a nova onda da doença.

O número de vacinados com a 1ª dose é de 30.634. Em um vídeo publicado na rede social, Júlio defende a vacina contra Covid e diz que é preciso agradecer aos profissionais de saúde e a ciência. ”Nós devemos agradecer diariamente a ciência, aos SUS, aos profissionais de Saúde e aos gestores que se empenharam na vacinação. Com essa maior transmissibilidade, o sistema de saúde já teria colapsado e o número de mortes seria muito maior”, disse.

Para Júlio, é um absurdo acreditar que o paciente desenvolve problemas cardíacos após tomar o imunizante. ”A gente precisa seguir as pessoas que tem conhecimento daquilo que está falando. Acreditar que as pessoas desenvolvem problemas cardíacos por causa da vacina é um absurdo”, completou o gestor ao defender que as crianças sejam vacinadas”, completou.